lunes. 15.07.2024

Portugal assinala esta quarta-feira o Dia Mundial do Turismo com números históricos neste setor. De janeiro a julho deste ano o país ultrapassou os números pré-pandemia, batendo novos máximos nas dormidas e nas receitas turísticas, face a 2019, até agora o melhor ano turístico do país. 

Período de janeiro a julho deste ano com novos máximos históricos, acima dos números de 2019, até agora o melhor ano do setor turístico 

São "os melhores sete meses de sempre na história do turismo em Portugal", como assinalou o secretário de Estado do Turismo, Nuno Fazenda, na RTP3. Eis os últimos números do Instituto Nacional de Estatística (INE), que já fazem de 2023 um ano de recordes da atividade turística: 

  • Entre janeiro e julho deste ano foram registados 16,8 milhões de hóspedes no país
  • No mesmo período foram contabilizados 42,8 milhões de dormidas, um aumento de cerca de 10%  em comparação com igual período de 2019
  • As receitas turísticas ascenderam aos 3,2 mil milhões de euros, um acréscimo de 39% face ao período homólogo de 2019
  • No mês de julho o rendimento médio por quarto ocupado atingiu os 137,9 euros, um aumento de quase 10% e um novo máximo histórico que ultrapassa os valores de agosto de 2022 (136 euros)
  • A receita das do dormidas realizadas por todos os hóspedes nos estabelecimentos hoteleiros aumentou 41,8%

Este é, assim, o ano que marca a "plena recuperação" do turismo, depois da pandemia de covid-19, num setor que dá provas de "excelência" e de "resiliência", nas palavras de Nuno Fazenda. 

Os melhores sete meses de sempre
Comentarios