viernes. 01.03.2024

Professora da UMinho preside Conselho do Plano Nacional de Literacia Mediática

A professora Sara Pereira, do Instituto de Ciências Sociais (ICS) da Universidade do Minho, foi nomeada para presidir o Conselho do Plano Nacional de Literacia Mediática (PNLM), por despacho conjunto dos ministros da Cultura e da Educação. 
Sara Pereira coordena o novo órgão consultivo e de acompanhamento das políticas na área.
Sara Pereira coordena o novo órgão consultivo e de acompanhamento das políticas na área.

A professora Sara Pereira, do Instituto de Ciências Sociais (ICS) da Universidade do Minho, foi nomeada para presidir o Conselho do Plano Nacional de Literacia Mediática (PNLM), por despacho conjunto dos ministros da Cultura e da Educação. 

O novo órgão tem funções consultivas e de acompanhamento do PNLM, conforme a resolução 142/2023 do Conselho de Ministros. O órgão inclui ainda os professores António Granado e André Martins, a jornalista Bárbara Simões e a investigadora Joana Gonçalves de Sá. A primeira reunião foi esta semana, em Lisboa, visando preparar o plano estratégico para 2024-2029.

“É um desafio estimulante, pois estudo esta área há três décadas e é importante afirmarmos cada vez mais a literacia mediática num mundo em constante mudança”, refere Sara Pereira, que é também investigadora do Centro de Estudos de Comunicação e Sociedade (CECS) da UMinho. "O Plano Nacional de Literacia Mediática é uma medida política há muito aguardada e que ajudará a consolidar esta área de investigação e de intervenção junto de vários públicos, não apenas o escolar", acrescenta.

COMBATER A DESINFORMAÇÃO

O PNLM visa contrariar o défice no acesso, consulta e leitura de conteúdos informativos de imprensa e promover o combate à desinformação e à divulgação de conteúdos falsos junto da população, com especial enfoque no contexto escolar, mas chegando também aos segmentos que apresentam menores níveis de literacia mediática. Reconhece também que é fundamental desenvolver políticas públicas para combater as desigualdades e formas de exclusão que se produzem num ambiente mediático complexo. 

Natural do Porto, Sara Pereira fez o doutoramento em Estudos da Criança - ramo Educação para os Media pela UMinho, onde também dirigiu o Departamento de Ciências da Comunicação e os mestrados em Ciências da Comunicação e em Comunicação, Cidadania e Educação. Presidiu à secção Media Education Research da International Association for Media and Communication Research (IAMCR) e é coordenadora do MILObs - Observatório sobre Media, Informação e Literacia, do Referencial de Educação para os Media (da Direção-Geral da Educação, atualizado em dezembro de 2023) e do programa “Ouvido Crítico” da rádio Antena 1.

Além disso, coordena o projeto científico “bYOU - Estudo das vivências e expressões de crianças e jovens sobre os media”, foi colíder do projeto “COMEDIG - Competências de Literacia Digital e Mediática em Portugal”, ambos financiados pela Fundação para a Ciência e a Tecnologia, e participou no projeto “Verdad y ética en las redes sociales. Percepciones e influencias educativas en jóvenes usuarios de Twitter, Instagram y YouTube (Internética)”, financiado pelo Ministério da Ciência, Inovação e Universidades de Espanha. Liderou ainda a equipa portuguesa dos projetos europeus “eMEL - e-Media Education Lab” e “Transmedia Literacy. Exploiting transmedia skills and informal learning strategies to improve formal education”, apoiados pela União Europeia.

Professora da UMinho preside Conselho do Plano Nacional de Literacia Mediática
Comentarios