viernes. 01.03.2024

Universidade do Minho vence Arqus Teaching Excellence Award

Os professores Margarida Correia Neves e Jorge Hernâni Eusébio, da Escola de Medicina da Universidade do Minho, a par dos (ex-)alunos Beatriz Costa, Carolina Lopes, Carolina Martins, Célia Araújo, Duarte Baptista e Nuno Madureira, receberam o Teaching Excellence Award da Aliança Europeia Arqus. 
KF Universität Graz, Arqus Annual Coference 2023
Margarida Correia Neves recebe Teaching Excellence Award.

Os professores Margarida Correia Neves e Jorge Hernâni Eusébio, da Escola de Medicina da Universidade do Minho, a par dos (ex-)alunos Beatriz Costa, Carolina Lopes, Carolina Martins, Célia Araújo, Duarte Baptista e Nuno Madureira, receberam o Teaching Excellence Award da Aliança Europeia Arqus. O prémio reconhece projetos de ensino inovadores, entre as propostas submetidas pelas nove universidades parceiras da Arqus, e destacou agora as inovações na unidade curricular (UC) de Medicina Humanitária do curso de Medicina da UMinho. Atribuído na categoria “Ensino Baseado na Investigação”, o prémio materializa-se em 5000 euros para aplicar no ensino e foi entregue na Conferência Anual da Arqus, em Graz, Áustria.

KF Universität Graz, Arqus Annual Coference 2023
Rui Vieira de Castro, reitor da UMinho.

“Os estudantes sentem necessidade de estar expostos a certas experiências e de desenvolverem estratégias para lidar no futuro com a diversidade humana enquanto profissionais de saúde”, explicou Margarida Correia Neves. “Esta distinção reforça a relevância de dar mais oportunidades aos estudantes de contribuírem na sua formação e dos colegas, visto que esta disciplina foi desenvolvida quase inteiramente por (ex-)estudantes e o meu papel foi acreditar neles e no seu trabalho”, acrescentou. A disciplina tem o lema "Por uma medicina mais humanitária" e deriva em parte da associação de voluntariado Porta Nova, criada por aqueles alunos em 2017. Os conteúdos abordam desde cuidados de saúde para trabalhadores do sexo, reclusos, toxicodependentes ou refugiados até à comunicação com minorias étnicas e religiosas ou a aulas de economia social, realçou Jorge Hernâni Eusébio.

UMinho RECEBE CONFERÊNCIA EM 2024

A Conferência Anual da Arqus juntou esta semana cerca de 250 stakeholders, dirigentes, profissionais e estudantes das nove universidades parceiras, incluindo uma comitiva da UMinho. Na segunda-feira houve reuniões do Conselho de Reitores, workshops de planeamento estratégico e uma receção do governo da Estíria. A abertura oficial contou na terça-feira com o ministro austríaco da Educação, Ciência e Investigação, Martin Polaschek, entre outros.

O programa incluiu depois uma mesa redonda alusiva aos 75 anos da Declaração Universal dos Direitos Humanos, o tema central do evento, além de sessões sobre os progressos nas várias linhas de ação da Aliança e com diversas intervenções da UMinho, fortalecendo a colaboração em investigação, educação, inclusão, multilinguismo e interação com a sociedade. Foi a primeira conferência do Plano de Trabalhos Arqus 2022-26 e com a Universidade de Maynooth, que se juntou recentemente.

“Esta é uma excelente oportunidade para continuarmos a construir a comunidade para um progresso ideal rumo à verdadeira integração das nossas universidades. É o espaço para olharmos para os objetivos e necessidades imediatos da Aliança e, em simultâneo, discutirmos numa perspetiva ampla como enfrentarmos juntos os grandes desafios na Europa e no mundo”, referiu a coordenadora da Arqus, Dorothy Kelly.

KF Universität Graz, Arqus Annual Coference 2023
Os participantes. KF Universität Graz, Arqus Annual Coference 2023

Na sessão de encerramento, o reitor da UMinho, Rui Vieira de Castro, anunciou que a IV Conferência Anual da Arqus vai realizar-se na UMinho, em finais de junho ou inícios de julho de 2024: “A Arqus tornou-se um projeto central na nossa estratégia institucional e estamos muito contentes em integrar este evento nas comemorações dos 50 anos da UMinho, todos serão muito bem-vindos”.

Financiada pelo Programa Erasmus+ e pelo Programa Horizonte 2020 da UE desde 2018, a Arqus é coordenada pela Universidade de Granada (Espanha) e inclui as universidades de Bergen (Noruega), Graz (Áustria), Leipzig (Alemanha), Lyon (França), Maynooth (Irlanda), Minho (Portugal), Pádua (Itália), Vilnius (Lituânia) e Wroclaw (Polónia). O site oficial é www.arqus-alliance.eu.

Universidade do Minho vence Arqus Teaching Excellence Award
Comentarios