domingo. 26.05.2024

Portugal esteve representado pelo Secretário de Estado do Mar, José Maria Costa, na Conferência da ONU (Organização das Nações Unidas) sobre as Mudanças Climáticas, que decorreu no Dubai, desde 1 do corrente e terminou ontem.

O governante integrou assim as representações de mais de duas centenas de países presentes, nesta que foi a 28ª Conferência das Nações Unidas para Acção Climática, reunida naquela cidade dos Emirados Árabes Unidos.

Como principal decisão do encontro mundial, há a salienar o consenso obtido na redacção final das concluões, de até 2050 serem eliminados os combustíveis fósseis. Os participantes acordaram um memorandum, segundo o qual haverá uma “aprovação de medidas por parte de cada país e também investimentos para cumprir a meta definida para 2050.

                        Encontro com embaixador de Guterres e sessão Árica-Europa

Mas, no âmbito do encontro mundial realizado no Dubai, o Secretário de Estado do Ministério da Economia com a tutela do Mar, manteve encontros com várias personalidades do mundo da política e da ciência, abordado a temática do clima, ambiente e sustentabilidade, com balanço de medidas em vigor em Portugal e no mundo.

Entre as conversas mantidas no Dubai, José Maria Costa encontrou-se com o embaixador especial para os Oceanos, nomeado pelo Secretário Geral da ONU, na pessoa de Peter Thomson. O diplomata, foi Presidente da Assembleia Geral da ONU em 2016 e 2017, e antes, também Presidente da sessão da ISA (Autoridade Internacional dos Fundos Marinhos), sigla em inglês, no ano depois e 2011, e o Presidente do IPMA (Instituto Português do Mar e da Atmosfera), José Guerreiro.

A presença do Secretário de estado do Mar de Portugal, foi também motivo para ele abrir a reunião - África – Europa, sobre a estratégia de grupo para os oceanos, no âmbito da COP28, em cujo panegírico salientou colaboração existente entre Portugal e esse continente.

Secretario de Estado do Mar de Portugal concordo na meta definida para 2050 na redacção...
Comentarios