domingo. 21.04.2024

A Biblioteca Municipal de Vila Nova de Cerveira volta a celebrar a Festa da Leitura’24 ao longo do mês de abril, com uma vasta programação que envolva todas as faixas etárias, lançando desafios às famílias e ao público escolar. No total, 25 sugestões de leitura, poesia, música, teatro, oficinas, encontro com escritores, exposições e duas feiras do livro (20 e 27 de abril), sendo que este ano há um enfoque particular na temática da liberdade, com o evento a associar-se ao 50º aniversário do 25 de Abril.

A abertura da Festa da Leitura’24 acontece no dia 2 de abril, de forma a comemorar o Dia Internacional do Livro Infantil, com a atividade ‘Entardecer com Histórias’, numa sessão de contos tradicionais. Seguem-se dois sábados muito dedicados ao público infantojuvenil e familiar: o dia 6 de abril tem espetáculo para bebés – ‘A Cor do Limão’; Hora do Conto em Família com o “Pequeno Principezinho” de Saint-Exupéry, seguido de uma oficina; e a atividade ‘Dormir com os Livros’. No sábado 13 de abril está programado o Teatro de Fantoches A Meias ‘Maruxa’, de Eva Mejuto, em português e galego.

Para as duas últimas semanas de abril, as propostas são mais abrangentes, desafiando o público em geral a reflexões, a gargalhadas e a comemorar uma efeméride. Assim, o sábado 20 de abril arranca com a habitual Hora do Conto com duas sessões; seguem-se ao longo de todo o dia as ‘Oficinas: Abril Cravos Mil’ com as ações ‘Participa no Mural’, ‘Cria o teu Cravo’ e ‘Dá a Cara pela Liberdade: pinturas faciais’; durante a tarde realiza-se a palestra ‘Celebrar 50 Anos de Abril – Da Fotografia à Leitura’, com os Professores Doutores Luísa Magalhães e Cândido Oliveira Martins da Universidade Católica Portuguesa; culminando o dia com uma atuação musical da Tuna da Unisénior.

Na última semana de abril, no dia 26, recebe-se o humorista e contador de histórias Jorge Serafim, para uma sessão de contos ‘Histórias que regressam’, direcionada para os centros de dia e lares do concelho, e um serão de contos ‘Histórias para rir e pensar’ para o público em geral, ambas no Cineteatro de Cerveira – Marreca Gonçalves. A Festa da Leitura’24 encerra a 27 de abril com mais uma sessão de Jorge Serafim ‘A Contar e a ler é que a gente se entende’; e as apresentações dos livros de Adelaide Graça “Daqui… vê-se o mundo”, e de Nuno Higino “Abril 25 Poemas”. Para as 17h30, dá-se um concerto de encerramento com a Academia de Música Fernandes Fão.

Pela importância da sensibilização e do estímulo para a prática da leitura, o público escolar tem um programa detalhado e adaptado aos diversos graus de ensino. As creches e pré-escolar têm duas sessões do espetáculo ‘A Cor do Limão’ (5 de abril), na Biblioteca Municipal, evocando-se a poesia de Luís de Camões, a música de Joaquim Coelho, a imagem de Mafalda Milhões e apresentação de Cristina Paiva e Fernando Ladeira, numa produção da Andante, Associação Artística; além do projeto ‘Caixa das Histórias’ visitar as creches e o ensino pré-escolar do concelho (16 a 19 de abril).

Privilegiando o contacto com autores, os ‘Encontros com Escritores’ nas Bibliotecas Escolares da Festa da Leitura’24 apresentam a escritora Adélia Carvalho, com sessões dirigidas ao pré-escolar e 1º ano (9 e 10 de abril); o escritor Bruno Matos vai falar com os alunos dos 2º, 3º e 4º anos (22 de abril); e a escritora Margarida Fonseca Santos terá uma sessão on-line para os alunos dos 7º e 8º anos (24 de abril). Já para os alunos do 9º ano e ensino secundário, o Município cerveirense convidou Diogo Piçarra para uma entrevista, performance musical e teatral, no âmbito do projeto “Os TvGas – V Séculos de Camões a Piçarra”, a decorrer no Cineteatro de Cerveira – Marreca Gonçalves.

Para assinalar os ‘50 Anos de Abril’, a Biblioteca Municipal vai ter patente duas exposições muito singulares alusivas à temática da liberdade de expressão/censura. De 20 a 24 de abril, Cerveira acolhe a Exposição Itinerante “25 de Abril: Rumo ao Cinquentenário 2024”, numa criação do Plano Nacional das Artes, com propriedade da CIM Alto Minho. Mais alargada no tempo, 20 de abril a 31 de maio, vai estar a exposição bibliográfica “Biblioteca da Censura”, com a apresentação de obras apreendidas e proibidas durante o Estado Novo, com edições fac-similes de relatórios de censura, carimbos e selos, numa produção da Edições A Bela e o Monstro e do Jornal Público.

Cerveira comemora a leitura em família com a ‘liberdade de abril’
Comentarios