sábado. 15.06.2024

Portugal e Espanha assinaram o memorando 'Projeto Escolas de Fronteira'

Portugal e Espanha reafirmaram e reforçaram a aposta conjunta no desenvolvimento educativo, social e económico dos territórios de fronteira, providenciando às populações que habitam estas regiões uma educação de qualidade, incluindo conhecimentos e competências associados ao bilinguismo e à interculturalidade relevantes para a cidadania, o prosseguimento dos estudos e a empregabilidade em ambos os países.
Assinatura do memorando de entendimento referente ao «Projeto Escolas de Fronteira», Lanzarote, Espanha.
Assinatura do memorando de entendimento referente ao «Projeto Escolas de Fronteira», Lanzarote, Espanha.

O documento - assinado pelo Ministro da Educação, João Costa, e pela Ministra da Educação e Formação Profissional, Pilar Alegría, no âmbito da Cimeira Luso-Espanhola, realizada em Lanzarote- é um importante instrumento para o fortalecimento da cooperação bilateral entre os dois países ibéricos, o respeito pela dignidade da pessoa humana, o exercício da cidadania plena, a solidariedade pela diversidade cultural e pelo debate democrático, nas populações mais jovens.

Portugal e Espanha reafirmaram e reforçaram a aposta conjunta no desenvolvimento educativo, social e económico dos territórios de fronteira, providenciando às populações que habitam estas regiões uma educação de qualidade, incluindo conhecimentos e competências associados ao bilinguismo e à interculturalidade relevantes para a cidadania, o prosseguimento dos estudos e a empregabilidade em ambos os países.

O Projeto Escolas Bilíngues e Interculturais «Escolas de Fronteira» tem como finalidade:

a) Alavancar uma aprendizagem de qualidade, com a colaboração entre professores e alunos, promoção do bilinguismo, o intercâmbio de conhecimentos, de práticas pedagógicas e de conteúdos curriculares;

b) Formar cidadãos através da compreensão intercultural;

c) Valorizar os territórios como forma de promoção do crescimento económico e do combate ao despovoamento;

d) Promover o reconhecimento mútuo cultural e linguístico, através da geminação entre escolas.

O projeto conta com a participação de 5 Agrupamentos de Escola Portuguesas, envolvendo 8 escolas básicas, e 6 Centros Espanhóis e tem como grande eixo a capacitação e formação contínua de professores em competências plurilingues e interculturais, tendo como parceiro privilegiado, a Organização dos Estados Ibero-Americanos para a Educação, Ciência e Cultura (OEI).

Durante o encontro bilateral, realizado entre os Ministros, ficou ainda acordado que Portugal e Espanha irão colaborar no âmbito da formação profissional através da criação de uma comissão técnica mista para trabalhar a dimensão da certificação profissional e o intercâmbio de estudantes para a realização de estágios profissionais, contribuindo desta forma para a internacionalização da formação profissional dos dois países.

Da reunião saiu também um compromisso que visa a colaboração na promoção de valores cívicos e democráticos no espaço europeu, em especial na igualdade de género do acesso das raparigas a áreas de formação em STEAM - Ciência, Tecnologia, Engenharia, Artes/Humanidades e Matemática.

Portugal e Espanha assinaram o memorando 'Projeto Escolas de Fronteira'
Comentarios