domingo. 26.05.2024

Cerca de 4,6 milhões de pessoas (4 585 609) receberam os apoios extraordinários de 125 euros (mais 50 por dependente nos casos aplicáveis), lançados no final do ano passado para fazer face ao aumento do custo de vida, através da Autoridade Tributária. 

Considerando o universo de potenciais beneficiários deste apoio, a execução desta medida é neste momento de 95% e representou um montante total de 616,6 milhões de euros.

A maior parte dos contribuintes (perto de três milhões de pessoas) recebeu este apoio nas suas contas em outubro, no primeiro mês de pagamento e apenas um mês depois de a medida ter sido anunciada. 

Nesse mês foram devolvidos às famílias 400 milhões de euros, apenas no âmbito destes pagamentos. 

Cerca de 1,6 milhões de pessoas receberam em novembro (sendo que cerca de 1,1 milhões receberam logo nos primeiros três dias do mês), num total de mais 211 milhões de euros entregues às famílias.

AT continuará a fazer tentativas de pagamento

Tal como prometido, a AT tem vindo a fazer tentativas de pagamento sucessivas a quem ainda não recebeu os apoios por não ter IBAN registado, ou por ter IBAN inválido. 

A atualização dos IBAN por parte de muitos contribuintes permitiu pagar 3,4 milhões de euros em dezembro, 1,7 milhões de euros em janeiro e 0,4 milhões de euros em fevereiro, apoiando cerca de 42,5 mil pessoas nestes meses.

Para permitir que todos os contribuintes atualizem o seu IBAN, a AT continuará a repetir as ordens de pagamento até o final do mês de abril.

Quem não tem IBAN identificado no Portal das Finanças, ou tenha um IBAN inválido, pode assim ainda atualizar os seus dados para receber o apoio.

Em fevereiro estavam identificados cerca de 22,6 mil IBAN inválidos. A este valor, acresce um universo de cerca de 239 mil pessoas sem qualquer registo de IBAN junto da AT.

Apoios de 125 euros já chegaram a 4,6 milhões de pessoas
Comentarios