lunes. 15.07.2024

Acordo desbloqueia 3,6 mil milhões de euros de investimento

A Comissão Europeia e o Banco Português de Fomento assinaram um acordo para desbloquear investimentos de 3,6 mil milhões em Portugal. O BPF recebe, para isto, uma garantia de 210 milhões de euros, no âmbito do programa europeu de investimentos InvestEU.
Primeiro-Ministro Luis Montenegro, Comissário Paolo Gentiloni, e Ministro da Economia Pedro Reis, na assinatura do acordo entre a Comissão Europeia e o Banco Português de Fomento, Bruxelas.
Primeiro-Ministro Luis Montenegro, Comissário Paolo Gentiloni, e Ministro da Economia Pedro Reis, na assinatura do acordo entre a Comissão Europeia e o Banco Português de Fomento, Bruxelas.

A Comissão Europeia e o Banco Português de Fomento assinaram um acordo para desbloquear investimentos de 3,6 mil milhões em Portugal. O BPF recebe, para isto, uma garantia de 210 milhões de euros, no âmbito do programa europeu de investimentos InvestEU.

O Primeiro-Ministro Luís Montenegro presidiu à assinatura do acordo, que foi assinado pelo Comissário europeu da Economia, Paolo Gentiloni, e pela presidente do BPF, Celeste Hagatong.

O Ministro da Economia, Pedro Reis, também presente na cerimónia, afirmou, numa declaração à imprensa, que o BPF fez um «trabalho longo para fazer chegar, nos próximos dias, 3,6 mil milhões de euros de financiamento às empresas portuguesas», acrescentando que é «uma linha transformadora e que faz a diferença para quem precisa» nas empresas.

Estas verbas serão usadas pelo BPF para financiar investimentos em infraestruturas sustentáveis, para pequenas e médias empresas e investimento social e competências. As candidaturas serão abertas proximamente.

A UE concede um montante de garantia InvestEU até 210 milhões de euros ao BPF para partilhar os riscos de financiamento. O InvesEU é um programa para apoiar investimentos ao nível comunitário que fornece uma garantia orçamental aos parceiros de execução.

Acordo desbloqueia 3,6 mil milhões de euros de investimento
Comentarios