lunes. 27.03.2023

Maria Enes convocada para Olímpic Hopes pela selecção nacional

A atleta foi treinada desde a iniciação (8 anos) pela treinadora Abril Rivera da DKC de Viana, sendo atualmente acompanhada pelo técnico nacional André Coelho da Federação Portuguesa de Canoagem.
Na especialidade olímpica de Regatas em Linha (Velocidade) com Maria Enes, cadete feminina. .
Na especialidade olímpica de Regatas em Linha (Velocidade) com Maria Enes, cadete feminina. .

Depois da presença nos Jogos Olímpicos de Tóquio em 2021 com Antoine Launay na especialidade de slalom, é a vez de a DKC de Viana ter uma atleta presente nos Olímpic Hopes (Esperanças Olímpicas), agora na especialidade olímpica de Regatas em Linha (Velocidade) com Maria Enes, cadete feminina.

A atleta da DKC de Viana conquistou vaga em quatro tripulações_

- k2 200m, k2 500m, k2 1000m assim como em k4 para os Olimpic Hopes/2022, que se vão realizar em Bratislava, na Eslovénia de 8 a 11 de Setembro.

A atleta foi treinada desde a iniciação (8 anos) pela treinadora Abril Rivera da DKC de Viana, sendo atualmente acompanhada pelo técnico nacional André Coelho da Federação Portuguesa de Canoagem.

A competição conta com 38 países inscritos, entre os quais Portugal  - https://oh2022.canoe.sk/

Não obstante, a DKC de Viana vai sentindo dificuldades de apoio quer a nível da competição, quer a nível da organização de competições e neste caso em concreto a nível do Alto Rendimento.

O Projeto olímpico da DKC de Viana iniciou em 2012 e teve como corolário a presença nos Jogos Olímpicos de um seu atleta ao serviço da selecção nacional.

Datos adjuntos sin título 00011
FPC.

Tem fornecido vários atletas a selecções nacionais em diferentes especialidades e alguns atletas que tem conseguido resultados de nível nas selecções nacionais tiveram os seus inícios na DKC de Viana.

O alto rendimento olímpico do clube já foi apoiado especificamente uma vez, na preparação do atleta Olímpico Antoine Launay nos anos de 2020 e 2021..

Neste momento em certas disciplinas, a FPC apenas tem recursos para pagar estadia e inscrições, sendo que as viagens aos locais de competição e de estágios ficam a cargo dos clubes e dos atletas.

Foi assim com um atleta Sub 23 e sénior da DKC na sua deslocação a Itália, Ivrea para a sua participação no campeonato da europa, em que metade das despesas ainda estão por pagar ao competidor, ou como a DKC teve de comparticipar na compra de uma embarcação que se partiu nos campeonatos da europa do ano passado.

 E para além de ter estado doente, convocado para o Campeonato do Mundo de slalom pela FPC, também não poderia ir por falta de condições financeiras do clube.

O mesmo acontece com o seu atleta júnior de referencia  no slalom, jovem promessa que venceu a Taça Ibérica de slalom, a selectiva nacional e que seria o seu sonho de júnior ir aos campeonatos da europa mas que a DKC de Viana não conseguiu verbas nem para estágio nem para a competição.

Ainda a DKC se propôs a lutar por uma célula de alto rendimento, no clube, em vão.

Assim, por falta de apoio e por falta de execução de outros apoios devidos à DKC que estão a provocar grandes constrangimentos a esta associação, como já é público, o projecto olímpico da DKC de Viana encontra-se comprometido, tendo já como miragem os Jogos Olímpicos de Paris/2024, que se esperava à semelhança de Tóquio ter uma representação de um atleta deste clube vianense

Num ciclo olímpico tão curto de apenas três anos as vicissitudes pagam-se caro.

Por isso as instituições públicas deveriam concentrar as atenções em quem já tem provas dadas, pois a DKC de Viana foi a única no concelho a ter conseguido que um atleta seu estivesse nos últimos JO e é um dos raros clubes (senão o único) de Viana a ter conseguido levar um atleta aos Jogos em toda a história desportiva da cidade de Viana.

Mas agora parece que nada disso interessa.

De apoios por ter atingido esse feito, nenhum.

De Jogos Olímpicos só se fala de 4 em 4 anos.

E ainda provocam o agravamento da condição financeira que já impediu que a DKC de Viana estivesse presente em duas provas e em dois estágios da selecção nacional, assim como num campeonato da europa e um do mundo.  

Mas a realidade é dura e o clube assume que viver com ela, sabendo que as alternativas do passado não são as alternativas do futuro.

O nosso projecto continua e continuamos a trabalhar voluntariamente com crianças e jovens.

Maria Enes convocada para Olímpic Hopes pela selecção nacional
Comentarios