domingo. 26.05.2024

Vila Flor apresenta projeto do Caminho Português de Santiago de Leon de Rosmithal à comunidade

Numa apresentação pública, o Município usou da representação teatral e da explicação histórica para mostrar à comunidade local a razão e a importância de integrar o Caminho Português de Santiago de Leon de Rosmithal, um projeto que envolve doze Municípios.

Os técnicos do Município de Póvoa de Lanhoso fizeram um exaustivo trabalho de pesquisa que documenta a passagem do Barão Leon Rosmithal pelo concelho de Vila Flor.
Os técnicos do Município de Póvoa de Lanhoso fizeram um exaustivo trabalho de pesquisa que documenta a passagem do Barão Leon Rosmithal pelo concelho de Vila Flor.

“Sem que os Vilafloresnses percebam o projeto e o sintam como seu, como uma forma de valorizar a história, o património a cultura e a brutalidade da nossa paisagem, o projeto não terá o sucesso pretendido”, defendeu o presidente da Câmara Municipal de Vila Flor, Pedro Lima, na sessão de apresentação pública do traçado já definido do Caminho Português de Santiago de Leon de Rosmithal.

Os técnicos do Município de Póvoa de Lanhoso fizeram um exaustivo trabalho de pesquisa que documenta a passagem do Barão Leon Rosmithal pelo concelho de Vila Flor, um nobre que partiu de Praga, capital da República Checa, com uma comitiva de 40 pessoas e 52 cavalos, e que percorreu diversos países da Europa, numa missão política e religiosa. Toda esta viagem foi documentada pelos cronistas que integravam a comitiva, o que permitiu perceber e definir o caminho que este nobre percorreu até chegar ao túmulo do apóstolo, em Santiago de Compostela. De acordo com os registos, a comitiva entrou em Portugal por Freixo de Espada à Cinta, seguiu por Torre de Moncorvo, passou pelo Município de Vila Flor entrando em Nabo, seguindo para Vila Flor, Samões e Freixiel, continuando pelos Municípios de Mirandela, Murça, Alijó, Vila Pouca de Aguiar, Ribeira de Pena, Cabeceiras de Bastos, Braga, Póvoa de Lanhoso e Vieira do Minho, seguindo para Santiago de Compostela.

O Grupo de Teatro Filandorra produziu uma breve representação da passagem do Barão por Vila Flor, que ajudou a contextualizar as explicações históricas, que incluiu atuação musical da Associação Cultural e Recreativa de Vila Flor.

Este projeto, que ainda não está materializado no terreno, já possui um traçado definido, que já pode ser percorrido com recurso ao mapa GPS disponibilizado em GPX e KMZ. Toda a informação sobre o projeto e os recursos turísticos dos Municípios encontra-se acessível através do link.

“Sabemos da importância do turismo cultural e religioso e sabemos que as rotas de peregrinos têm cada vez maior procura, por essa razão, e porque o nosso Concelho é riquíssimo em termos de património religioso, gastronomia e vinhos, paisagens e cultura, entendemos que fazia todo o sentido participar neste projeto supramunicipal”, acrescentou o presidente da Câmara de Vila Flor, Pedro Lima.

O autarca destaca ainda a importância deste produto turístico e cultural para o desenvolvimento económico do território abrangido pelo Caminho.

O Município de Póvoa de Lanhoso foi o mentor do projeto, mas nesta fase todos os parceiros estão a trabalhar de igual forma no sentido de caminhar para a marcação do itinerário no terreno e respetiva certificação.

Vila Flor apresenta projeto do Caminho Português de Santiago de Leon de Rosmithal à...
Comentarios