lunes. 15.07.2024

Trabalho de Vhils "enobrece a nossa cultura"

“A obra de arte foi criada com mais de 11 000 azulejos tradicionais esculpidos de forma única”, refere ainda. No mural de cor azul e branca, pode ver-se dois rostos e parte da Torre Eiffel.
Primeiro-Ministro Luís Montenegro com o artista plástico Vhils, tendo em fundo o mural da estão de Metro do Aeroporto de Orly, França.
Primeiro-Ministro Luís Montenegro com o artista plástico Vhils, tendo em fundo o mural da estão de Metro do Aeroporto de Orly, França.

“Quero prestar a minha homenagem, o meu reconhecimento, felicitar o Vhils por mais este trabalho, que enobrece a nossa cultura, enobrece o nosso País e estará disponível para milhões de pessoas que inevitavelmente vão apreciar, olhar e desfrutar”, afirmou o Primeiro-Ministro Luís Montenegro numa declaração à imprensa após a inauguração do mural de Vhils na nova estação de Metro do aeroporto de Orly, pero de Paris.

“É um privilégio e uma honra muito grande esta primeira visita que faço na qualidade de Primeiro-Ministro poder coincidir com o dia em que este espaço vai ser aberto”, disse ainda.

Alexandre Farto (Vhils) mostra espírito de “conquista, inovação, criação, de fazer bem e mostrar que fazemos bem”, comparando-o com a vitória da seleção portuguesa de futebol sobre a da República Checa por 2-1 no primeiro jogo a contar para o campeonato europeu de futebol de 2024, pela qual foi expressa “a nossa alma e a capacidade de lidar com adversidade”.

O mural «Strates Urbaines» foi “um trabalho de amor nos últimos três anos”, escreveu Vhils numa publicação na rede social Instagram, sendo o seu «primeiro trabalho não tão efémero numa estação» de Metro.

“A obra de arte foi criada com mais de 11 000 azulejos tradicionais esculpidos de forma única”, refere ainda. No mural de cor azul e branca, pode ver-se dois rostos e parte da Torre Eiffel.

Trabalho de Vhils "enobrece a nossa cultura"
Comentarios